últimas notícias

Notícias

Nota Pública do PROIFES-Federação

Publicado em : 18/05/2017

 

Nota Pública do PROIFES-Federação

 

Neste momento de grave crise institucional do Brasil, em que todas as instituições do país, Executivo, Legislativo, Judiciário, e até o Ministério Público, estão envolvidas em graves denúncias, com integrantes presos ou citados em investigações, incluindo o próprio Presidente da República, a Federação de Sindicatos de Professores e Professoras de Instituições Federais de Ensino Superior e de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (PROIFES-Federação) vem a público reafirmar sua posição em defesa intransigente da Democracia no Brasil. Não aceitaremos nenhuma solução que não passe pelo crivo da consulta popular, de forma direta e democrática. Pois não teremos nenhuma possibilidade de estabilidade e de respeitabilidade senão em um governo originado das urnas, pela vontade do povo.

A posição do PROIFES-Federação, como representante dos professores e das professoras das Universidades e Institutos Federais e dos professores e professoras civis das escolas militares, é da necessidade de ir às ruas para defender o direito dos trabalhadores e trabalhadoras, e ampliar nossas manifestações contra as Reformas, em especial da Previdência e Trabalhista, enviadas ao Congresso por um governo não eleito, impopular, e que se vê agora em situação política muito frágil. Vamos encher as ruas de Brasília dia 24 e de todo o Brasil, para dizer não à retirada de direitos dos trabalhadores e trabalhadoras, em reformas que só interessam ao mercado financeiro, e que aumentarão as diferenças sociais e aprofundarão a crise nesse país.

O Brasil precisa voltar à normalidade democrática, com eleições diretas, governos legítimos e representativos. Precisamos de um forte combate à corrupção, investigações profundas sobre todas as denúncias, além de uma retomada do crescimento econômico, com recuperação de empregos a ampliação dos gastos sociais, retomada da ampliação do Sistema Federal de Educação, com mais acesso do povo ao ensino superior público. Precisamos que o país retome o controle das riquezas da nação, parando imediatamente com a entrega das riquezas minerais, como o Pré-sal, cujos aportes financeiros para a educação e a saúde não podem ser comprometidos, com a retirada da Petrobrás da exploração e a consequente diminuição dos valores dos royalties destinados a estas duas áreas tão sensíveis em nosso país.

Os professores e professoras de instituições federais querem que o povo seja o condutor das mudanças, e não aceitaremos nenhum arranjo institucional para resolver uma crise que não passe pelo povo.

Em defesa da Democracia, contra a retirada dos direitos dos trabalhadores, pela retomada dos investimentos e contra a corrupção, nos manifestamos.

Brasília, 18 de maio de 2017

PROIFES-Federação

Remover Filtro

Pilates ajuda a melhorar capacidade respiratória e postura corporal

21/11/2017

Serviço é oferecido aos professores sindicalizados

Coral Infantil terá novos horários de ensaios

21/11/2017

Mudanças ocorrem já a partir deste sábado (25/11)

UFG celebra 50 anos do IPTSP

21/11/2017

Evento fez o resgate da memória histórica do Instituto

Sindicato vai a Brasília nesta quarta, 22, para visitar parlamentares e pressionar contra medidas do governo

21/11/2017

No Senado, PROIFES pede mobilização contra ataques aos servidores e ao serviço público

21/11/2017

“Movimento Docente: Cenários para 2018” é tema de debate com Eduardo Rolim no próximo dia 23

21/11/2017

Manifesto PROIFES-Federação em defesa dos servidores federais e do serviço público

21/11/2017

Conape Goiás realiza conferências na Faculdade de Educação

20/11/2017

Inscrições abertas para a Conferência Intermunicipal de Goiânia e a Conferência Livre da UFG 29/11 a 01/12

Frente dos Servidores Federais de Goiás protesta em Brasília contra medidas do governo federal

20/11/2017

Servidores federais do Brasil inteiro vão se reunir em Brasília nesta quarta-feira (22/11). O objetivo é visitar o Congresso Nacional e pedir o apoio de todos os deputados e senadores da República contra as propostas do governo federal

Foto comemorativa marca o Dia da Consciência Negra na UFRGS

20/11/2017

Mais de 100 pessoas posaram para o registro, que integrou a programação do Novembro Negro, com atividades para discutir o papel do negro na sociedade.

voltar para página anterior
Adufg - Sindicato dos Docentes das Universidades Federais de Goiás