últimas notícias

Notícias

Pela terceira semana consecutiva, PROIFES atua com parlamentares no Congresso contra retrocessos

Publicado em : 06/12/2017

Autor : Proifes-Federação

O PROIFES-Fedração, mantendo seu compromisso de pressionar semanalmente parlamentares a rejeitarem os projetos, medidas e leis que atacam servidores federais e desmontam o serviço público brasileiro, esteve nesta terça-feira, 5, conversando com o presidente da Comissão de Educação da Câmara Federal, deputado Caio Narcio (PSDB-MG), além dos deputados Aliel Machado (Rede-PR) e Elvino Bohn Gass (PT-RS).

Na reunião com Caio Narcio, o vice-presidente do PROIFES-Federação, Flávio Silva, e o tesoureiro Nilton Brandão entregaram ao deputado o Manifesto do PROIFES-Federação em defesa dos servidores federais e do serviço público, e pediram apoio para a rejeição da Medida Provisória 805/2017, que pretende adiar a reestruturação da carreira dos docentes, negociada pelo PROIFES com o governo em 2015, e consolidada na Lei 13.325/2016.

Ao presidente da Comissão de Educação da Câmara os representantes do PROIFES também solicitaram apoio contra a Medida Provisória 792/2017, que estimula a demissão de servidores estabelecendo um Programa de Demissão Voluntária, e contra o PLS 116/2017, que estabelece regras para a demissão de servidor público estável por “insuficiência de desempenho”.

O deputado destacou seu interesse pelos temas, ressaltando que algumas das reformas são necessárias, “mas o professor não pode sair prejudicado. É uma categoria que tem que ganhar bem e ser valorizada”, afirmou, acrescentando que realizará um estudo mais detalhado dos temas e projetos apontados pelo PROIFES.

Já na reunião com o deputado Aliel, representante da REDE na Comissão de Educação da Câmara, os representantes do PROIFES, após entregarem o Manifesto, ouviram declarações de apoio às causas apresentadas, e um pedido do deputado para que os sindicatos e federações ampliem as mobilizações com os parlamentares, além de especial atenção com a Medida Provisória 795/2017, que concede isenções tributárias para a indústria de petróleo que podem ultrapassar R$ 1 trilhão em 25 anos, com impacto nas receitas para a educação no país.

O deptuado Bohn Gass, por sua vez, destacou a importância do trabalho realizado pelo PROIFES, e sugeriu que outras entidades e movimentos sociais ocupem o Congresso e procurem parlamentares para ampliarem as pressões pela rejeição de projetos que representem retrocessos para o serviço público, para a educação, e para o Estado brasileiro, a exemplo do que vem fazendo o PROIFES, pela terceira semana consecutiva.

Remover Filtro

Inscrições abertas para o feriado do Corpus Christi

22/05/2018

Presidente do Adufg-Sindicato participa de audiência pública sobre a criação da UFJ e UFCat

22/05/2018

Fapeg lança seis novas chamadas públicas

21/05/2018

Os editais são destinados para o desenvolvimento da pesquisa científica, tecnológica e de inovação no estado de Goiás

Professores festejam ao som do "Donos do Samba" no Quintart

21/05/2018

O evento foi realizado na última sexta (18/05) e contou com muita MPB

Consulta eletrônica - candidatos à delegação do Adufg-Sindicato no XIV Encontro Nacional do PROIFES-Federação

21/05/2018

Votação está aberta até o dia 15 de junho

Comissão do ICB questiona reavaliação de percentuais de insalubridade

21/05/2018

Temporalidade das avaliações e inclusão de agentes físicos e biológicos foram sugeridas

 

Encontro de Corais encanta plateia com apresentações de alta performance

18/05/2018

Evento marcou os 8 anos do Coral Vozes e 40 anos do Adufg-Sindicato

Professores da Regional Goiás e diretores do Adufg-Sindicato dialogam sobre universidade e carreira docente

18/05/2018

Ação do Mais Sindicato levou diretores para ouvir os anseios dos docentes e fortalecer o diálogo

 

O papel da universidade contra a LGBTfobia

17/05/2018

Evitar “brincadeiras” maldosas, professores adotarem o respeito e o acolhimento é um começo

MEC confirma: UFG será gestora da UFCAT e UFJ

17/05/2018

O reitor já havia adiantado e na última semana o MEC confirmou a informação

voltar para página anterior
Adufg - Sindicato dos Docentes das Universidades Federais de Goiás