últimas notícias

Notícias

Reitoria responde ofício encaminhado pelo Adufg-Sindicato

Publicado em : 25/01/2019

Autor : Ascom/Adufg

Confira a resposta da reitoria ao ofício n° 003/2019 encaminhado pelo Adufg-Sindicato sobre o pagamento do adicional da insalubridade e o cumprimento da liminar do Mandado de Segurança coletivo n°1008763-51.2018.4.01.3500.

Além do ofício, a reitoria também se reuniu com  representantes do Adufg-Sindicato e do Sint-Ifes para discutir a questão da insalubridade. O Adufg foi representado pela professora Veridiana Maria Brianezi D. de Moura, diretora secretária.

Segundo seu relato, o reitor Edward Madureira se comprometeu a cumprir a ordem judicial, que suspende o não pagamento do adicional de insalubridade a partir da folha de janeiro.

Como escrito no ofício, por uma questão de tempo e trâmite administrativo, não foi possível pagar o adicional na folha de janeiro. Porém, de acordo com a professora Veridiana, a reitoria se comprometeu a organizar uma força tarefa para agilizar estes processos para que, o mais breve possível, o adicional volte a ser pago normalmente, assim como garantiram que haverá o retroativo de janeiro.

Além disso, foram prestados outros esclarecimentos sobre o assunto e orientações para os professores.

Segundo a professora, foi uma reunião tranquila e permanece o fluxo de ação combinado na reunião anterior envolvendo as portarias de localização dos professores, seus processos individuais e o prenchimento dos formulários que devem ser encaminhados ao SIASS para o futuro agendamento da vistoria:


1) Foi recomendado que os professores instrumentalizem seus processos preenchendo adequadente o formulário de inspeção, bem com inserindo as comprovações de suas atividades. Lembrando que a fotodocumentação de suas atividades e ambientes de trabalho são importantes para a avaliação, assim como os documentos comprobatórios de aulas e pesquisas.

2) Em fevereiro o Siass apresentará o cronograma de inspeção nas unidades.

3) No caso de agentes químicos com potencial dano tóxico, mas não contemplados nas normativas, é importante notificar para que sejam adicionados e, se necessário, submetidos a mensuração quantitativa, o que ocorrerá apenas aos que solicitarem tal métrica.

4) Será garantido o contraditório ao servidor que não concordar com o resultado de seu laudo e, nesse caso, a reavaliação será realizada por uma nova equipe.

Leia a resposta na íntegra: ofício nº 95/2019/GR-UFG

 

Remover Filtro

Nota de Esclarecimento

21/02/2019

Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (PROPESSOAS) da Universidade Federal de Goiás (UFG) divulgou nota comentando o descumprimento da decisão liminar sobre pagamento do adicional de insalubridade

Insalubridade não será paga a professores pelo segundo mês

21/02/2019

Em decisão liminar, Justiça determinou retomada do pagamento indenizatório a professores expostos a riscos

Reservas para Sede Campestre no Carnaval serão definidas por sorteio

20/02/2019

Estreia nesta quarta a mostra O Amor, a Morte e as Paixões; Adufg-Sindicato é apoiador do evento

20/02/2019

O servidor na reforma da Previdência de Bolsonaro

20/02/2019

Sindicato alerta sobre tentativa de golpe para resgate de apólice

20/02/2019

Adufg-Sindicato terá sede própria em Jataí

19/02/2019

Adufg-Sindicato se reúne com docentes EBTT do CEPAE/UFG para discutir questões de carreira

19/02/2019

Um dos principais objetivos da reunião foi o de fornecer assessoria jurídica para o processo de “Reconhecimento de Saberes e Competências” (RSC)

Adufg-Sindicato sedia I Seminário do Fórum Goiano Contra as Reformas da Previdência e Trabalhista

15/02/2019 Ascom Adufg-Sindicato

Previdência: proposta é de idade mínima de 65 anos para homens e 62 para mulheres, diz secretário

15/02/2019 Por Guilherme Mazui e Gustavo Garcia, G1 — Brasília

Período de transição previsto é de 12 anos. Presidente assinará proposta no dia 20

voltar para página anterior
Adufg - Sindicato dos Docentes das Universidades Federais de Goiás