últimas notícias

Notícias

Saúde e educação perdem R$ 472 milhões para campanhas

Publicado em : 08/01/2018

BRASÍLIA - O fundo eleitoral bilionário criado para bancar as campanhas políticas com recursos públicos retirou R$ 472,3 milhões originalmente destinados pelos parlamentares para educação e saúde neste ano. Deputados federais e senadores, quando aprovaram a destinação de verbas para as eleições, haviam prometido poupar as duas áreas sociais de perdas.

Levantamento feito pelo Estado mostra que o fundo receberá R$ 121,8 milhões remanejados da educação e R$ 350,5 milhões da saúde. O valor corresponde à transferência de dinheiro das emendas de bancadas – que seria destinado a esses setores – para gastos com as campanhas eleitorais deste ano.

O fundo, aprovado em 4 de outubro do ano passado, é uma alternativa à proibição das doações empresariais e receberá, no total, R$ 1,75 bilhão. Desse montante, R$ 1,3 bilhão sairá das emendas de bancada, cujo pagamento é obrigatório pelo governo, e R$ 450 milhões da isenção fiscal que seria concedida a rádios e TVs para veicular programas partidários.

O dinheiro será distribuído aos partidos de acordo com o tamanho de suas bancadas na Câmara e no Senado. A criação do fundo é contestada por ação que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF), sob a relatoria da ministra Rosa Weber. Ela decidiu levar o caso ao plenário da Corte e ainda não há data para o julgamento.

Remover Filtro

Sistema de segurança da UFG já realizou mais de 50 abordagens

17/07/2018

Secretário de segurança diz que não houve falha de segurança da universidade e explica que seria impossível prever uma execução

Divulgadas tabelas salariais para 2018 e 2019

16/07/2018

Professores podem acessar os valores, que incluem a reestruturação salarial

 

Alunos de engenharia conseguem recursos para ampliarem laboratórios

16/07/2018

Emenda parlamentar garante R$ 400 mil para melhorar laboratórios de cinco cursos

Nota: Unidade dos Servidores Públicos garante vitória para a sociedade

13/07/2018

Após pressão dos servidores públicos LDO é aprovada pelo Congresso Nacional

12/07/2018

Adufg participa de mobilizações no Congresso contra LDO que inviabiliza serviços públicos e Lei da Mordaça

11/07/2018

Liberada Lista de Cálculo do valor da CPSS sobre 1/3 de Férias - Docentes em atividade: 1999/2012

11/07/2018

Votada nesta quarta (11), LDO congela investimentos no serviço público

11/07/2018 Isabela de Oliveira/Extrapauta

Prazo para migração ao Regime de Previdência Complementar (RPC) encerra em 27.07.2018

11/07/2018

Adufg-Sindicato divulga recesso das atividades no mês de julho

10/07/2018
voltar para página anterior
Adufg - Sindicato dos Docentes das Universidades Federais de Goiás