últimas notícias

Notícias

Sedentarismo e gordura localizada agravam o quadro da obesidade

Publicado em : 11/09/2018

Autor : Ascom Adufg-Sindicato

(Foto: Roos Koole/ANP MAG/ANP/Arquivo AFP)

O tema “obesidade” faz parte da terceira edição do “Mais Saúde”, que será realizado no dia 24/9. A programação conta com oficina funcional e roda de conversa

Para além do excesso de peso, a obesidade é uma doença vinculada à saúde pública e está relacionada ao condicionamento físico de cada indivíduo. Dessa forma, o diagnóstico eficaz consiste no discernimento das diversas circunstâncias por trás da indisposição para exercer algum tipo de atividade física, bem como as razões para o desenvolvimento de transtornos alimentares.

A avaliação de ordem técnica, como o cálculo de massa corporal, faz parte do processo de análise, mas não deve ser a única maneira de definir se o paciente corre riscos de saúde. Até porque o Índice de Massa Corporal não leva em consideração o local onde a gordura está armazenada e nem se há concentração em regiões de risco, como a região acima da virilha.

“Falar de obesidade é falar de um contexto multifatorial. O nosso organismo é dinâmico e o seu tratamento também deve acompanhar suas complexidades. O paciente tem que ter acompanhamento de um educador físico e de um/a nutricionista? Sim, mas também deve ter acompanhamento de um/a profissional da psicologia e de um/a médico/a”, comenta Karla Esperidião, nutricionista do Espaço Saúde. E continua: “É necessário entender a história de vida de cada pessoa. As causas podem estar ligadas a algum tipo de trauma psicológico. Buscar maneiras de superá-lo, por exemplo, faz parte do tratamento e pode ajudar no somatório final de fatores”.

A má distribuição de gordura no corpo e o sedentarismo, segundo a nutricionista, são as principais causas para agravar o quadro patológico. O excesso de gordura no abdômen, por exemplo, pode gerar síndromes metabólicas. “Para se tornar obesa, é preciso consumir mais do que se gasta. Energia a mais é estocada em forma de gordura e isso gera a obesidade”, diz.

Karla cita as principais causas da doença: “Os alimentos industrializados estão mais acessíveis do que os orgânicos. A industrialização potencializa a desregulação corporal. Para quem tem uma rotina puxada, fica difícil pensar em uma alimentação saudável e totalmente livre de processamento. Não é prático. Não é fácil de encontrar. Há uma inversão de valores que atinge e continuará atingindo as pessoas. Se livrar disso não é uma tarefa simples. O primeiro passo é solicitar exames laboratoriais para entender o que se passa no organismo. O segundo passo é integrar o tratamento às demais áreas da saúde que correspondem às circunstâncias da enfermidade. E o terceiro é moldar a alimentação de acordo com as preferências singulares para facilitar a transição”, sugere.

 

Remover Filtro

Jataí terá atendimento jurídico no dia 27/11

20/11/2018

CD do PROIFES define bandeiras de defesa da Universidade Pública e do Estado Democrático de Direito

19/11/2018

Rosary Esteves expõe fotografias em mostra de artes e artesanato

19/11/2018

Renomada fotógrafa goianense escolheu os melhores trabalhos realizados ao longo do ano para expor

 

Primeiro dia de reunião do CD do PROIFES tem análise de conjuntura com deputada federal Erika Kokay

19/11/2018

Fórum Goiano discute calendário de mobilizações

19/11/2018

Encontro aconteceu na sede do Adufg-Sindicato na manhã desta segunda-feira, dia 19 de novembro, e definiu duas datas para mobilização e ato político ainda neste mês

 

Adufg-Sindicato protesta UFG em razão de equívoco na fórmula de cálculo da gratificação natalina e do terço constitucional de férias

19/11/2018

I Encontro Jurídico do Adufg-Sindicato acontece dia 5/12 (quarta)

16/11/2018

O evento, que acontece das 9h30 às 21h30, tem o objetivo de proporcionar o debate da categoria docente

Análise da conjuntura nacional é pauta principal de conselho de representantes

16/11/2018

Docentes ativos e aposentados se reuniram no Adufg na quarta-feira (14/11)

 

Baile celebra os 40 anos do sindicato em grande estilo

14/11/2018

Ingressos já estão disponíveis e sujeitos à lotação do espaço de festa. Vendas se encerram no dia 30 de novembro

A garantia constitucional da liberdade de cátedra

14/11/2018
voltar para página anterior
Adufg - Sindicato dos Docentes das Universidades Federais de Goiás