últimas notícias

Notícias

Mediadoras do projeto “Leia Mulheres” debatem a história do Brasil sob a ótica feminina

Publicado em : 12/03/2018

Autor : Ascom Adufg Sindicato

Luiza Romão em uma das fotografias que ilustram 'Sangria' (Costura de Luiza Romão sobre foto de Sérgio Silva)

Na última quarta do mês de março (28), a partir das 19h, o livro “Sangria”, de Luiza Romão, será analisado em roda de discussão e leitura sob a seguinte pergunta norteadora: o que é possível fazer para mudar a forma como a história do Brasil foi pensada e construída? A ocasião, mediada por Amanda Faria, Cristiane Passos, Maria Clara Dunck e Taluana Wenceslau (representantes do Projeto Leia Mulheres em Goiânia), tem o objetivo de resgatar a história do Brasil por meio de uma perspectiva feminina, tendo em vista os ciclos históricos recriados pela autora do livro em questão.

“Sangria” gira em torno de 28 poemas que retratam os processos históricos do Brasil sob a ótica de um útero. A quantidade de textos, inclusive, é estrategicamente pensada para entrar em diálogo aos 28 dias do ciclo menstrual. A lógica colonialista e a própria estrutura do patriarcado são objetos de crítica por entre as páginas do livro. “Um evento para se discutir a história do Brasil e como as perspectivas negligenciam a imagem da mulher é essencial. Tem que ser algo recorrente”, Luiza Romão reforça.

Maria Clara Dunk, uma das mediadoras do debate e do clube de leitura “Leia Mulheres” em Goiânia, percebe a necessidade de se discutir os moldes pelos quais a história do Brasil foi sendo contada ao longo do tempo. “A perspectiva feminina foi negligenciada do conhecimento que a gente tem sobre a história da nação brasileira. A ideia do evento é repensar como essa construção aconteceu a partir da exclusão da figura e da imagem da mulher”, explica.

Ainda segundo Dunck, entender e ao mesmo tempo revisar a problemática em torno dessa exclusão faz com que formas de mudar a estrutura do pensamento vigente sejam possíveis. “O evento se faz necessário justamente por isso: para refletirmos sobre o papel da mulher como produtora de conhecimento”. O evento será aberto ao público e sediado no Auditório do Espaço Cultural de Lazer e Saúde, no Adufg Sindicato.

Haverá sorteio de um exemplar no dia 21/03. Confira as regras para concorrer AQUI.

 

Serviço:

Debate sobre o livro “Sangria”, da autora Luiza Romão

Data: 28/03 – A partir das 19h

Local: Auditório do Espaço Cultural, de Lazer e Saúde – Adufg Sindicato

Remover Filtro

Ações do Governo Federal comprometem a Educação brasileira

22/06/2018

Uma das estratégias mais graves para os serviços públicos foi limitar os gastos durante 20 anos 

FNPE faz balanço da CONAPE e aponta encaminhamentos para o próximo período

21/06/2018

EC 95 inverte lógica do PNE, e reduz investimentos em educação em vez de ampliar, diz Brandão na Câmara

21/06/2018

Cooperativa, uma alternativa para crescer

21/06/2018

Professor Serigne Ababacar, da UFCAT, quer mapear as cooperativas em Catalão e em todo o Estado

Arraiá em Jataí será dia 29/06

20/06/2018

Além das comidas e músicas típicas, o público também vai curtir a apresentação da quadrilha “Chapéu de Palha”

Convocada reunião do Conselho de Representantes - 28/06

20/06/2018

Dia do Cinema Brasileiro: Os desafios na conquista de público

20/06/2018

Problemas de distribuição e produções que dialogam com o público são gargalos no Brasil

 

É tempo de Arraiá no Adufg-Sindicato

19/06/2018

A festança contará com brincadeiras, comidas típicas e muita música

Professores da UFCAT discutem engajamento sindical e condições de trabalho

19/06/2018

Adufg e Face realizam campanha de doação de sangue

19/06/2018

Doações podem ser feitas nesta terça-feira (19) em frente ao ICB IV

voltar para página anterior
Adufg - Sindicato dos Docentes das Universidades Federais de Goiás