Notícias

Autor: Ascom Adufg-Sindicato

Publicado em 11/03/20 - Notícias

Professores da UFG paralisam atividades no dia 18

Docentes decidiram pela suspensão das atividades neste dia para aderir à Greve Geral em Defesa dos Direitos e dos Serviços Públicos. "Ou lutamos agora, ou perderemos nossos direitos", alerta presidente do Adufg-Sindicato, professor Flávio Alves da Silva

Professores da UFG paralisam atividades no dia 18

O próximo dia 18 de março será de paralisação na Universidade Federal de Goiás (UFG). A adesão à Greve Geral em Defesa dos Direitos e dos Serviços Públicos foi aprovada em Assembleia Geral Extraordinária realizada pelo Sindicato dos Docentes das Universidades Federais do Estado de Goiás (Adufg-Sindicato) no dia 4 de março. Na ocasião, os docentes destacaram a importância da mobilização no combate ao projeto político do atual Governo Federal de precarização dos serviços públicos. Na próxima sexta-feira (13), a entidade promove mais uma assembleia com os docentes para definir outras ações de mobilização em defesa dos direitos e dos serviços públicos.

De acordo com o presidente do Adufg-Sindicato, professor Flávio Alves da Silva, o salário dos docentes já está defasado em 30% e a situação deve piorar ainda mais com as Propostas de Emendas Constitucionais (PECs), a Reforma Administrativa, além da nova previdência, que  já foi implementada pela atual gestão do Governo Federal e dos cortes realizados na insalubridade. Para o presidente, o dia 18 de março deve ser dedicado às mobilizações e manifestações nas ruas. “Com todos os cortes que o governo está fazendo, vamos perder pelo menos 60% do nosso salário. Por isso, é fundamental que a paralisação seja geral. Ou nós lutamos para manter a universidade pública ou vamos perder tudo. Pedimos a todos os professores que, neste dia, desmarquem seus compromissos, reuniões e aulas. Dia 18 é dia de ir pra rua, não é dia de ir pra UFG”, convoca Flávio.

A Assembleia Geral Extraordinária desta sexta-feira será realizada para discutir as PECs 186, 187, 188, a Reforma Administrativa e as estratégias de mobilização para a Greve Geral em Defesa dos Direitos e dos Serviços Públicos.  A reunião acontece a partir das 14 horas, no pátio entre o Instituto de Ciências Biológicas (ICB I e II) e Instituto de Química (IQ), da UFG, Campus Samambaia.