Notícias

Autor: Ascom Adufg-Sindicato

Publicado em 16/03/20 - Notícias

Nota em defesa da vida e dos direitos da população brasileira

Nota em defesa da vida e dos direitos da população brasileira

O Fórum Goiano em Defesa dos Direitos, da Democracia e Soberania, em função do avançoda pandemia do novo coronavírus (COVID-19), em defesa da vida da população brasileira e em respeito às orientações das autoridades de saúde do País e do Estado de Goiás, orienta pela suspensão de todas as atividades programadas para o dia 18 de março, Dia Nacional de Lutas, Protestos e Paralisações, em Defesa dos Serviços Públicos, Empregos, Direitos e Democracia. O Fórum avalia que seria irresponsabilidade manter atividades presenciais diante da gravidade da pandemia.

Por respeito à população goiana, a nossa mobilização e luta continuarão fortes nas redes sociais até que, com segurança, possamos reocupar as praças eruas por nossos direitos.
Temos como pauta de lutas:

* Contra as PECs e a Reforma Administrativa que destroem o Serviço Público;
* Pela imediata revogação da Emenda Constitucional 95, que congelou oorçamento da
União;
* Por mais recursos já para o Sistema Único de Saúde – SUS, para a Educação,a Ciência e a
* Tecnologia;
* Pela garantia de proteção adequada aos trabalhadores em saúde (condiçãode trabalho e
estrutura) que atuam ou atuarão no atendimento de pessoasacometidas pelo COVID-19;
* Por medidas urgentes de geração de emprego e renda e a suspensão davotação de
projetos que prejudicam a classe trabalhadora como a MedidaProvisória 905, do Contrato
Verde e Amarelo;
* Por medidas urgentes para proteção da população que necessita do transporte publico e
trabalham em locais de aglomerações.

O Fórum Goiano em Defesa dos Direitos, da Democracia e Soberania coaduna com as centrais sindicais e movimentos sociais e populares, que propõem ao governo e ao Parlamento um conjunto de ações em defesa dos trabalhadores e da economia nos seguintes eixos:

* Manutenção e estabilidade nos empregos e na renda aos trabalhadores/as,inclusive
informais e por plataforma;
* Ampliação do acesso ao crédito público e juros baixos para garantir a liquidez necessária
para as empresas, em particular as de pequeno e médio porte, honrarem seus
compromissos - inclusive salários, na contramão do campanha governamental de
desvalorização dos bancos públicos;
*  Garantia de acesso a benefícios assistenciais e da Previdência Social, como os do INSS e o
* Bolsa Família os quais vêm sendo represados pela política econômica e pela incapacidade
administrativa do governo;
* Apoio e estímulo à atividade econômica, a geração de empregos e de renda para os
trabalhadores.
* A suspensão imediata da análise dos projetos prejudiciais aos trabalhadores como a
Medida Provisória 905 (Carteira Verde Amarela) e as PECs do PlanoMais Brasil.

Fórum Goiano em Defesa dos Direitos, da Democracia e Soberania