Notícias

Autor: Ascom Adufg-Sindicato

Publicado em 06/09/19 - Notícias

Após ocupação da Reitoria da UFG, reunião decide por Assembleia Universitária no dia 23 de setembro

Estudantes reivindicaram o fim das demissões dos vigilantes e a preservação da concessão das bolsas universitárias

Após ocupação da Reitoria da UFG, reunião decide por Assembleia Universitária no dia 23 de setembro

Na tarde de ontem, 05 de setembro, a Reitoria da Universidade Federal de Goiás (UFG) foi ocupada por alunos do movimento estudantil, em sua maioria integrantes do Diretório Central de Estudantes (DCE) da UFG. A decisão pela ocupação do prédio foi tomada durante ato contra o desmonte da instituição, realizado nessa mesma data, em frente ao Restaurante Universitário (RU) do Campus Samambaia. 


Os discentes destacaram tópicos como a demissão de trabalhadores terceirizados, o racionamento do uso de água e energia e o corte de bolsas como indicativos de que a situação da universidade é desoladora. A ocupação não contou com nenhum embate e o DCE aproveitou para destacar que, segundo a entidade: “O nosso inimigo não está dentro da Universidade, ele está na presidência e que compreendemos a necessidade de pautar ações conjuntas e que visem desgastar o Governo Federal e seus ministros, em especial, o ministro da Educação”.


Já na manhã de hoje, 6/09, foi realizada uma reunião com a presença de diversos alunos, do Reitor, Edward Madureira, diretores de unidades acadêmicas e órgãos da UFG, além de representantes do Adufg-Sindicato, Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos em Educação das Instituições Federais de Ensino Superior do estado de Goiás (SINT-IFESgo) e Associação dos Pós-Graduandos da UFG (APG-GO). O diretor vice-presidente do Adufg, professor Walmirton Thadeu D´Alessandro, representou o Sindicato. 


De acordo com Walmirton, o corpo discente solicitou, entre outros pontos, o fim das demissões dos vigilantes, que bolsas fossem preservadas e a realização de uma assembleia para discussão da atual situação da UFG. Ao fim da reunião e das argumentações, foi estabelecida a realização de uma Assembleia Universitária no dia 23 de setembro, no Centro de Convenções da UFG. “A pauta seria a situação difícil que a universidade se encontra para iniciar e continuar o semestre letivo, com a qualidade que lhe é inerente”, explicou Walmirton.  


Ao fim da reunião, os alunos presentes e o DCE decidiram pela desocupação do prédio da Reitoria. “O DCE compreende que a ocupação cumpriu um caráter importante de reivindicação, esclarecimento e de reacender o debate sobre os cortes na comunidade acadêmica. Além disso, que as reivindicações atendidas são de extrema importância para a defesa da universidade que queremos”, afirmou a entidade em nota divulgada no fim da tarde.