Notícias

Autor: Ascom Adufg-Sindicato

Publicado em 13/01/20 - Notícias

Inauguração de nova base do Brasil na Antártica traz esperança para pesquisa científica

Vice-presidente Hamilton Mourão participará da solenidade; reconstrução custou R$ 407 milhões

Inauguração de nova base do Brasil na Antártica traz esperança para pesquisa científica
Nova estrutura da Estação Comandante Ferraz tem 17 laboratórios e custou R$ 400 milhões Foto: Elcio Braga / Agência O Globo

Quase oito anos após o incêndio que a destruiu parcialmente, a Estação Comandante Ferraz será reinaugurada na próxima terça-feira com a promessa de impulsionar as pesquisas científicas brasileiras na Antártica. O número de laboratórios saltou de quatro para 17, abrangendo diversas especialidades, como meteorologia, biociências, química e microbiologia.

Os investimentos alcançaram US$ 99,6 milhões de dólares (R$ 407 milhões, no câmbio atual). O vice-presidente Hamilton Mourão acompanhará a solenidade marcada para a área externa e que deverá demorar aproximadamente 20 minutos.

— A nova estação significa um novo patamar de pesquisas na Antártica. Na península, é a maior estrutura de pesquisa. Tem 14 laboratórios internos e três externos, que permitirão um salto qualitativo enorme na pesquisa brasileira — diz o botânico Paulo Câmara, da Universidade de Brasília, que conduz pesquisas no continente e participará da reinauguração.

O presidente Jair Bolsonaro participaria da solenidade, mas, pouco antes do Natal, anunciou que não poderia visitar a Antártica devido a outros compromissos.

Fonte: O Globo

Neste domingo, 12 de janeiro, o Fantástico exibiu link ao vivo da Estação Comandante Ferraz, na Antártica. 

Assista: https://bit.ly/2tgfyZ0