Notícias

Autor: Ascom Adufg-Sindicato

Publicado em 26/08/19 - Notícias

Consuni UFG cria comitê para redação de carta em repúdio ao texto base do Future-se

Documento também solicitará o desbloqueio de verbas que ameaça o funcionamento da UFG neste segundo semestre

Consuni UFG cria comitê para redação de carta em repúdio ao texto base do Future-se

Na tarde da última sexta-feira, 23 de agosto, foi realizada reunião do Conselho Universitário da Universidade Federal de Goiás (Consuni-UFG). Diversos conselheiros se reuniram no auditório da Biblioteca Central, no Campus Samambaia, para discutir uma longa lista de matérias, entre elas, a aprovação de uma carta da comunidade acadêmica da UFG em repúdio ao Programa Future-se.

O material foi redigido de forma conjunta pelo Adufg-Sindicato, Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos em Educação das Instituições Federais de Ensino Superior do estado de Goiás (SINT-IFESgo), o Diretório Central dos Estudantes da UFG (DCE) e a Associação dos Pós-Graduandos da UFG (APG). Em Assembleia Extraordinária organizada no dia 22 de agosto pelas entidades responsáveis pela produção do documento, a carta foi aprovada com aclamação. Você pode conferir o documento aqui.  

A aprovação do documento pelo Consuni, segundo o Diretor Administrativo do Adufg, professor João de Deus, representaria uma tomada de posição da UFG diante do Projeto. De acordo com o docente, a proposta tem como objetivo criar uma estrutura de controle do governo dentro das universidades e completa “Se você controla os recursos financeiros e fala onde é que vai investir e onde não vai, você controla a universidade e aí você pode destruir várias áreas que não têm interesse ideológico e político para serem mantidas”.

Durante o debate do Future-se no Consuni, o reitor da UFG, Edward Madureira, destacou que com a proposta o Governo Federal admite a absoluta insuficiência do orçamento das universidades públicas. “A proposta vem responder ao estrangulamento do financiamento público das universidades federais, inclusive pela PEC 95”, destacou Madureira.

Real problema

O reitor aproveitou o Consuni para ressaltar que o real problema das universidades, no momento, seria os bloqueios de orçamento realizados pelo Ministério da Educação (MEC) e que a pauta do Future-se acabou tirando o foco desse assunto. Além disso, Edward salientou que a base do Programa ainda irá passar por diversas alterações e que não deve chegar à Câmara dos Deputados do mesmo modo que foi apresentado à sociedade. 

No entendimento de Edward, a maior ameaça às universidades federais é representada pelos cortes de orçamento e não pelo Future-se. O pensamento foi compartilhado pela maior parte dos componentes do Consuni presentes no encontro. Neste sentido, o Conselho Universitário decidiu pela criação de uma comissão responsável por produzir uma nota própria que teria como foco solicitar os desbloqueios de verbas e a solicitação da liberação desses montantes, além do texto base do Programa Future-se.