últimas notícias

Notícias

Papel da universidade diante do envelhecimento é discutido em encontro

Publicado em : 04/12/2018

Autor : Ascom Adufg-Sindicato

Diretor de assuntos de aposentadoria e pensão do Adufg-Sindicato, Abraão Garcia Gomes mediou mesa sobre finanças e aposentadoria durante evento

Com o intuito de discutir o papel social da universidade diante do envelhecimento da população e no cuidado ao idoso, o Núcleo de Ensino, Pesquisa e Extensão em Envelhecimento (Nepev) da UFG organizou seu segundo encontro na última sexta-feira (30), no Auditório da Faculdade de Odontologia. O evento contou com palestras e mesas redondas com especialistas, incluindo uma atividade sobre gestão financeira mediada pelo diretor de assuntos de aposentadoria e pensão do Adufg-Sindicato, Abraão Garcia Gomes.

O evento intitulado que A universidade diante da sociedade que envelhece teve em sua abertura, fala de grandes nomes da causa dos idosos no cenário goiano. A subcoordenadora geral do Nepev, Lázara Ribeiro Ferreira Lima ressaltou a história do núcleo e alguns trabalhos desenvolvidos pela equipe como a elaboração da política estadual do idoso, sugestão da pasta responsável pelo tema.

Durante a abertura, Lázara entregou, em nome do núcleo, uma carta de demandas dirigida ao reitor da UFG Edward Madureira Brasil, que foi acolhida pelo Pró-reitor de Pesquisa e Inovação Jesiel Freitas Carvalho. “Nós fizemos esse documento em que a gente solicita um reforço na questão da estrutura para que o Nepev cresça com vigor nós precisamos de muitos cuidados”, explicou a subcoordenadora.  

Em resposta, Jesiel se comprometeu em repassar o documento ao reitor e trabalhar dentro da universidade para promover o acolhimento à pessoa idosa. O pró-reitor destacou que, em uma sociedade em envelhecimento, o papel de entidades como o Nepev é crucial no intuito de garantir o arcabouço acadêmico que lance bases para uma velhice saudável.

“A grande meta de todo ser humano é ficar velho. Evidentemente a longevidade passa necessariamente pelo envelhecimento. Mas é preciso que o envelhecimento seja com qualidade de vida, com assistência social, com direitos garantidos”, pontuou Jesiel.

Na conferência de abertura, a antropóloga e professora da Unicamp, Guita Grin Debert apontou que os estudos da área acerca da velhice apresentam uma nova perspectiva, mais humanizada. Conforme a pesquisadora, as pesquisas mais recentes destacam a possibilidade de um envelhecimento saudável, de modo que o idoso não se sinta deslocado da sociedade.

 

O idoso e o sindicato

Durante a abertura do evento, o Professor Abraão Garcia Gomes reiterou a importância da parceria do sindicato com o Nepev, para que as pesquisas desenvolvidas no núcleo possam trazer retorno para os idosos sindicalizados. O Adufg oferece, atualmente, atividades de lazer e saúde em sua sede administrativas que atendem os professores aposentados da universidade.

“O trabalho que o Nepev faz está de acordo com a nossa política do nosso sindicato que é a defesa intransigente de todos os aspectos que envolvem a aposentadoria. Por isso nós temos o compromisso de participar sempre, porque o trabalho do núcleo está relacionado com as nossas necessidades”, disse Abraão.

O diretor de assuntos de aposentadoria e pensão do Adufg-Sindicato participou como mediador de uma palestra intitulada Educação Financeira para Aposentadoria, cujo palestrante foi o Professor Bruno Ribeiro Abreu, médico especialista em investimentos e finanças pessoais.

Abraão lembrou a importância da discussão de finanças com idosos já que, como ressalta, “o importante não é o que você ganha, mas o que você poupa”. Para o diretor, gerir aposentadoria e finanças é um desafio para muitos aposentados, uma vez que a gestão financeira que deve ser ensinada desde a infância é um tópico defasado no Brasil.

“Muitos aposentados acabam descontrolando as suas finanças e passam apuros no sentido de saldar seus compromissos. Se as pessoas não se sensibilizaram sobre isso até agora, é um bom momento de começar a pensar nessa questão. O descontrole financeiro leva a problemas difíceis e até psicológicos”, disse.

Para Abraão, a discussão produtiva da palestra que mediou vai ser adaptada à realidade do sindicato. Segundo o diretor, dentre as várias medidas que o sindicato pretende aderir está o apoio na gestão financeira dos professores aposentados.

Remover Filtro

Nota de Esclarecimento

21/02/2019

Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (PROPESSOAS) da Universidade Federal de Goiás (UFG) divulgou nota comentando o descumprimento da decisão liminar sobre pagamento do adicional de insalubridade

Insalubridade não será paga a professores pelo segundo mês

21/02/2019

Em decisão liminar, Justiça determinou retomada do pagamento indenizatório a professores expostos a riscos

Reservas para Sede Campestre no Carnaval serão definidas por sorteio

20/02/2019

Estreia nesta quarta a mostra O Amor, a Morte e as Paixões; Adufg-Sindicato é apoiador do evento

20/02/2019

O servidor na reforma da Previdência de Bolsonaro

20/02/2019

Sindicato alerta sobre tentativa de golpe para resgate de apólice

20/02/2019

Adufg-Sindicato terá sede própria em Jataí

19/02/2019

Adufg-Sindicato se reúne com docentes EBTT do CEPAE/UFG para discutir questões de carreira

19/02/2019

Um dos principais objetivos da reunião foi o de fornecer assessoria jurídica para o processo de “Reconhecimento de Saberes e Competências” (RSC)

Adufg-Sindicato sedia I Seminário do Fórum Goiano Contra as Reformas da Previdência e Trabalhista

15/02/2019 Ascom Adufg-Sindicato

Previdência: proposta é de idade mínima de 65 anos para homens e 62 para mulheres, diz secretário

15/02/2019 Por Guilherme Mazui e Gustavo Garcia, G1 — Brasília

Período de transição previsto é de 12 anos. Presidente assinará proposta no dia 20

voltar para página anterior
Adufg - Sindicato dos Docentes das Universidades Federais de Goiás